"Combinar ciência e tecnologia sem esquecer o conhecimento antropologicamente acumulado na região e aproveitar a ecologia dos saberes regionais: esse é um desafio que não podemos perder de vista", afirmou, durante a cerimônia de abertura da 66ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) na terça-feira, 22/07.

O tema "Ciência e tecnologia em uma Amazônia sem fronteiras" norteou as discussões do encontro, ocorrido semana passada na Universidade Federal do Acre (UFAC).

"O foco escolhido para o evento reflete a realidade geográfica de uma região que integra diversas culturas, países e a maior biodiversidade do planeta", explicou a presidenta da entidade, Helena Nader. "Uma riqueza natural que transborda as delimitações da geografia política, já que esse acervo do planeta é cada vez mais reconhecido como imprescindível à preservação das espécies vivas."

Também em alusão à temática deste ano, o secretário de Ciência e Tecnologia do Acre, Marcelo Minghelli, reforçou a necessidade de um modelo sustentável da Amazônia que "mantenha a floresta em pé" e permita aos moradores sobreviverem com dignidade. "A ciência e a tecnologia são um mecanismo imprescindível para isso".

Na avaliação de Campolina, ciência, tecnologia e educação são, "de forma insofismável", os paradigmas do desafio para fixar um projeto de desenvolvimento nacional capaz de combinar crescimento com justiça social e redução de desigualdades. O ministro lembrou que a região amazônica não envolve apenas o Estado brasileiro, mas outros países da América do Sul. "Em algum momento vamos ter que convocar nossos parceiros, nossos vizinhos, para pensar em uma estratégia global e um projeto de ciência e tecnologia para o desenvolvimento da Amazônia sulamericana".

 

PRÊMIO JOSÉ REIS

No início da cerimônia, foi realizada a entrega do 34º Prêmio José Reis de Divulgação Científica, uma iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) instituída em 1978. O vencedor da edição 2013 foi o jornalista Herton Escobar.

 

SOBRE A SBPC

Durante a 66ª reunião anual da SBPC, pesquisadores de todo o país discutirão temas de todas as áreas do conhecimento. Neste ano, o evento recebeu aproximadamente 5,8 mil inscrições e a estimativa é a de que mais de 10 mil pessoas participem do encontro diariamente, das quais entre 3 mil e 4 mil cientistas. 

 

Fonte: MCTI, publicado em 30/07/2014

 


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS