Paulo Bernardo foi recebido por Johnson Hu, diretor-geral de Negócios Globais do Baidu, que manifestou o apoio da companhia às discussões em curso sobre um novo Marco Civil da Internet para o Brasil. De acordo com Hu, o Baidu está comprometido a atender todas as exigências legais definidas pela discussão e fazer os investimentos necessários para cumprir as regras ainda em discussão no Marco Civil.

Segundo com o ministro brasileiro, é uma prioridade para o Ministério das Comunicações conectar à internet cerca de 80 mil escolas localizadas em zonas rurais do Brasil que ainda não contam com acesso à banda larga. Paulo Bernardo convidou o Baidu a estudar formas de colaborar com este processo de inclusão digital, em parceria com o governo brasileiro. Atualmente, o Baidu já oferece, no Brasil, produtos que facilitam o uso da web e PC, como o Baidu Antivírus, o portal de serviços locais, Hao123, o navegador Spark e o otimizador de computadores PC Faster. A companhia prepara a estreia de seu sistema de buscas, em língua portuguesa, para breve. De acordo com o ministro, a colaboração na área de inclusão digital favoreceria a aproximação de Brasil e China, relação bilateral que vem sendo tratada como prioritária pela diplomacia de ambos países.

A empresa, que têm suas ações listadas na bolsa de tecnologia de Nova York (Nasdaq) possui um valor de mercado avaliado em US$ 60 bilhões e foi a primeira companhia chinesa listada no índice Nasdaq 100, que reúne as empresas mais valiosas do mundo no setor de tecnologia.

Larissa Wachholz, que representou a Vallya durante a visita na China, afirma que o Brasil é visto pelo Baidu como um mercado prioritário para investimento internacional, o que torna fundamental a manutenção de diálogo regular com as autoridades brasileiras do setor. O segundo maior buscador de internet do mundo já disponibiliza uma gama de produtos aos usuários brasileiros e promete aumentar seus investimentos e oferta de produtos no país ao longo do próximo ano.

Equipe de Redação Vallya


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS